Translate

terça-feira, 29 de novembro de 2011

CONSELHO DE ADVOGADO


Um advogado fez circular a seguinte informação para os empregados de seu escritório: 

1. Nunca assine no verso do cartão de crédito. Em vez disso, escreva 'SOLICITAR RG'. 

2. Ao preencher um cheque informe o número do telefone de trabalho em vez do telefone residencial.

Se tiver uma Caixa Postal use esta em vez do próprio endereço. Se não tiver uma Caixa Postal, use o endereço de trabalho. Informe o número de telefone celular ao invés do residencial ao preencher qualquer ficha. 

3. Tire Xérox do conteúdo em sua carteira. Tire cópia de ambos os lados de todos os documentos, cartão de crédito, etc. Você saberá o que estava portando, o número de cada documento e dos telefones, para providenciar os cancelamentos. Mantenha a cópia em um lugar seguro. E quando for viajar leve uma cópia de seu passaporte para o estrangeiro. Sabe-se de muitas estórias de horror de fraudes com nomes, CPF, RG, cartão de crédito, etc. roubados. 

Infelizmente, eu, advogado de profissão, tenho conhecimento de primeira mão porque minha carteira foi roubada no último mês. Dentro de uma semana, em meu nome, os ladrões compraram um caro pacote de telefone celular, contrataram cartão de crédito VISA, tiveram uma linha de crédito aprovada para comprar um computador, dirigiram com minha carteira de habilitação...

E MAIS...

4. Nós somos informados que devemos cancelar nossos cartões de crédito imediatamente, mas a chave é ter todos os números de cartões e os telefones gratuitos das operadoras, assim, sabe-se à quem recorrer e agir. Mantenha estes onde você os possa achar com facilidade. 

5. Abrir um Boletim Policial de Ocorrência (B.O.) imediatamente na jurisdição onde os cartões de crédito, etc. tiverem sido roubados é um procedimento imprescindível. E isto prova aos credores que foram tomadas ações imediatas, e este é um primeiro passo para uma investigação (se houver uma). 

Mas aqui está o que é talvez o mais importante que tudo: 

6. Chamar imediatamente o SPC (11-3244-3030) e SERASA (11-33737272) e outros órgãos de crédito (se houver), informar do roubo ou perda de documentos e solicitar que seja colocado um alerta para evitar fraude em seu nome e número de CPF.

Eu não tinha esse conhecimento até que fui avisado pelo gerente do banco que me chamou para confirmar um empréstimo feito pela Internet em meu nome.

O alerta serve para que qualquer empresa que confira o crédito de um cliente seja informada de roubo ou fraude, eles então têm que contatar o próprio por telefone antes de aprovar o crédito.

Até que eu fosse aconselhado a agir dessa maneira (quase duas semanas depois do roubo), todo o dano já havia sido feito. Há registros de todos os cheques usados para compras pelos ladrões, nenhum dos quais - eu soube - depois que eu coloquei o alerta. Desde então, nenhum dano adicional foi feito, e os ladrões jogaram fora minha carteira. Este fim de semana, recebi a carteira de volta, devolvida por alguém que nunca vi antes. Esta ação parece tê-los feito desistirem.