Translate

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

O confessionário de Oprah... algumas curiosidades dos famosos...




Mais de 40 milhões de telespectadores receberam, em 2009, a notícia que The Oprah Winfrey Show iria terminar em 2011. A apresentadora, Oprah Winfrey, estava a trabalhar na criação do seu próprio canal televisivo, abandonando assim os 25 anos de ABC. Este ano, tudo se confirmou. Em Janeiro, o OWN (Oprah Winfrey Network) estreiou, e no dia 25 de Maio, Oprah disse adeus perante uma plateia de mais de 13 mil pessoas, entre os quais vários famosos.
Tom Cruise, Will Smith, Madonna e Tom Hanks fizeram parte das celebridades que homenagearam uma das maiores estrelas mundiais, no último programa intitulado “Adio, adieu, auf wiedersehen, goodbye”.

MOMENTOS DE REFLEXÃO
Durante os 25 anos de exibição, milhares de pessoas confessaram os seus segredos. Até a própria Oprah contou que foi violada em criança e que tem uma meia irmã. Oprah Winfrey, actualmente com 57 anos, teve um começo de vida difícil. Nasceu numa família pobre, foi violada, engravidou aos 14 anos, mas o bebé morreu. Depois de ter ganho um concurso de locução e ter conseguido uma bolsa de estudo, a sua vida melhorou e o resto é história. Recordamos aqui algumas das entrevistas mais marcantes.

Tom Cruise
A declaração de amor 
mais louca da TV
Já se tinha feito muita coisa no sofá de Oprah. Mas Tom Cruise foi o único a inaugurar a categoria de saltos. Em 2005, uma simples pergunta de Oprah desencadeou um surto incontrolável. “Conheço-te há algum tempo mas sempre foste uma pessoa tão reservada e agora estás aos abraços e aos beijos. O que te aconteceu?”, Cruise tentou explicar a relação com Katie Holmes munido das mais refinadas técnicas de representação. Primeiro levantou-se e começou uma espécie de dança, com braços no ar, gestos de “Yes”, que terminaram com Tom Cruise de joelhos a gesticular. “É assim que me sinto.” Possuído? Como se não bastasse, Tom decide saltar para cima do sofá e pular, depois de um ataque de riso ao estilo psicopata.

Mike Tyson
O melhor choro
Até um homem de “ferro”, destemido, como Mike Tyson chorou com Oprah. Round 1: “Vamos falar dos anos na prisão”. Round 2: “Porquê arrancaste a orelha do Evander Holyfield? Não te sentiste culpado?”. Round 3: “Como morreu a tua filha?”. Resultado final: Tyson derrotado por K.O. Oprah fê-lo falar de tudo, sem reservas, com lágrimas e muito arrependimento. Quer dizer, algum. Mike Tyson confessou a Oprah que não se sentiu culpado por ter arrancado a orelha a Evander. “Pedi desculpa, mas não foi sincera”, disse.

Naomi Campbell
Diamantes, violência 
e Rock’n’Roll
As celebridades vão ao sofá de Oprah para se redimirem e para aprenderem a lição, numa espécie de retiro espiritual. “Quero ser uma pessoa melhor e não me orgulho do que fiz”, confessou uma chorosa Naomi Campbell ao som de palmas do público. “Adaptei esta frase de Miguel Ângelo: ‘Agora que sabemos mais, fazemos melhor’.” A diva da TV perguntou-lhe aquilo que todos queríamos saber. Naomi atirou o telemóvel à cabeça da empregada porque é uma “diva petulante”. A top model abriu o coração e, tal como numa autópsia, mostrou tudo. Normalmente, a culpa é das mães, como neste caso. Naomi sentiu que a mãe a abandonou.

Whitney Houston
“Sim, eu me drogava”
A magia de Oprah é transformar entrevistas em conversas de amigos e fazer com que as celebridades esqueçam os milhões que estão a ouvir. “Sim, sou drogada e não ligava à minha filha”, declarou a cantora Whitney Houston, em 2009. Whitney Houston estava habituada aos escândalos de violência familiar, drogas e excessos de diva. Quando quis ressuscitar a sua carreira, sentou-se com Oprah. Na entrevista contou como andou sete meses de pijama a drogar-se e até explicou como se fazia um charro. “Tinha tanto dinheiro e acesso a tudo o que eu queria. Não pensava em cantar, só queria viver a minha juventude.”

Sarah Ferguson
vetada do Casamento Real
A ex-mulher do Príncipe André (irmão de Carlos, herdeiro do trono da Inglaterra) é conhecida pelos vastos escândalos. O mais recente teve dimensões generosas. Sarah tentou cobrar 573 mil euros a um empresário para o apresentar ao ex-marido. O problema é que ele era na realidade um jornalista. Na entrevista, Sarah falou do problema que tem: viciada em compras e em ter dinheiro. Oprah arrancou lágrimas aos convidados durante anos, mas entrevistar realeza dá muitos mais pontos. A Duquesa de York confessou que está cheia de dívidas e que não pode pedir ajuda à família real. “Estou divorciada da família real e nunca sonhei com isso.”

Ellen Degeneres
Sair do armário, com 
a ajuda da Oprah
Primeiro pequenas pistas, depois uma capa de revista Time “Sim, sou gay”, artigos de jornais, manifestações religiosas. Em 1997 ainda era uma coisa rara. Ellen DeGeneres sentou-se com Oprah e explicou tudo. Com uma voz trémula respondeu às perguntas descontraídas da rainha dos talk show. “Como soubeste que eras gay? Tocou alguma campainha”, perguntava Oprah. “Acho que desde sempre. Ia brincar para a rua e punha uma gravata.” Num dos programas de cartas dos espectadores, Oprah debateu o tema com pessoas revoltadas com os homossexuais e foi determinante para quebrar barreiras.

Michael Jackson
O Rei da Pop no divã
Sempre que uma figura pública quisesse esclarecer um escândalo, mostrar o seu lado humano, escolhia Oprah. A apresentadora/ psicóloga era implacável quando tinha de ser mas, tal como nos contos de fadas, a moral e os bons costumes pautavam a conversa. A entrevista a Michael Jackson não foi nos estúdios com as mulheres a gritar. Foi na casa do Rei da Pop e 90 milhões de pessoas assistiram ao programa em que Oprah, sem papas na língua, perguntou aquilo que mais ninguém teve coragem:“É virgem?”. Jackson respondeu: “Sou um cavalheiro. É um assunto pessoal, não se deve falar disso abertamente”. O músico tinha na altura 35 anos e o escândalo dos abusos sexuais estava prestes a rebentar – a entrevista aconteceu em Fevereiro de 1993 e a primeira acusação surgiu no Verão do mesmo ano. Oprah conversou com o Rei da Pop sobre as operações plásticas, o vitiligo (doença que destrói a pigmentação da pele) e por que razão ele adorava estar rodeado de crianças. Oprah, que costuma ser muito transparente em relação às suas opiniões, disse mais tarde que ele era misterioso.

George W. Bush
Política, álcool e questões embaraçosas
Em 28 mil convidados, Oprah contabiliza cinco Presidentes dos Estados Unidos. A apresentadora apoiou oficialmente Obama, mas uma das entrevistas mais comentadas foi a do polémico George W. Bush. A primeira entrevista que deu depois de sair da Casa Branca foi a Oprah. “Acabei com a política”, contou. Mas se é para ir ao divã da América é preciso contar alguma coisa embaraçosa. Bush falou do problema com o álcool e como envergonhou os pais num jantar ao perguntar a uma convidada como é o sexo depois dos 50.

OWN, veio para ficar
A estreia foi no dia 1 de Janeiro deste ano (1/1/11). O canal, 24 horas no ar, traz o melhor sobre histórias de vida. Dietas, superações, decoração e muito mais pode ser visto nos programas exibidos no canal. Oprah aparece sempre que possível nos programas do OWN, apesar de ainda não ter confirmado se voltará a ter um programa só seu.

entre as mais votadas
No site oficial de Oprah (www.oprah.com) os internautas votaram nas histórias que mais revolucionaram o programa durante 25 anos. Entre elas está a relevação de Mackenzie Phillips. A actriz, cantora e escritora, confessou ter vivido, durante dez anos, um relacionamento incestuoso com seu pai, Joh Phillip, uma das lendas do Rock americano.

Vanda Marques 
com Jandira Miranda
6 de Junho de 2011