Translate

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A história de um milagre chamado - Samuel Alexander Armas



A história de um milagre chamado - Samuel Alexander Armas
Samuel Alexander Armas, ficou famoso por agarrar a mão do médico durante uma operação enquanto ainda se desenvolvia na barriga da mãe.
Durante a gravidez, foi diagnosticado que ele tinha a coluna vertebral fissurada e não sobreviveria se não fosse operado ainda no útero da sua mãe. Tinha apenas 21 semanas.

Julie Armas, a mãe do pequeno Samuel, soube que o médico Dr. Joseph Bruner em Nashville, poderia realizar esse tipo de procedimento cirúrgico de elevado risco em seu bebé.
O Dr.Bruner realizou a delicada cirurgia. Durante o procedimento, o médico retirou o útero do abdomem da mãe e fez uma pequena incisão para poder operar o bebé.
Quando Dr. Bruner estava a terminar a cirurgia, o bebé surpreendentemente estendeu sua pequenina mão pela incisão uterina ainda aberta e agarrou a mão do cirurgião com firmeza. Um fotógrafo capturou esse acontecimento impressionante com perfeita nitidez.


Testemunho de fé:

Julie, enfermeira de 27 anos de idade, havia sofrido dois abortos antes de ficar grávida do pequeno Samuel. Porém, quando, completou 14 semanas de gestação, começou a sofrer câimbras fortes e uma ecografia mostrou quais as razões dessas dores. Quando foi revelada a forma do cérebro e a posição do bebé no útero, o teste comprovou problemas sérios. O cérebro de Samuel estava mal-formado e a espinha dorsal também mostrou anomalias.

O diagnóstico, como já era esperado, foi de que o bebé sofria de espinha bífida e eles poderiam decidir entre um aborto ou um filho com sérias incapacidades.

De acordo com o pai Alex Arms de 28 anos, eles sentiram-se destruídos pelas notícias mas, pela profunda fé que tinham, o aborto nunca seria uma opção. Antes de se deixar ir abaixo, o casal decidiu procurar uma solução pelos seus próprios meios e ambos começaram a pedir ajuda pela Internet. A mãe de Julie encontrou uma página que trazia detalhes de uma cirurgia fetal experimental desenvolvida por uma equipa da Universidade de Vanderbilt. Deste modo, eles entraram em contacto com o Dr. Joseph Bruner (cujo dedo Samuel segura na foto) e começou uma corrida contra o tempo.

Apesar do grande risco derivado do fato de o bebé ainda não poder nascer naquele momento, os Arms decidiram recomendá-lo a Deus. A operação foi um sucesso. Durante a cirurgia, os médicos puderam tratar o bebé, cujo tamanho não era maior que o de um porquinho da índia - sem o tirarem do interior do útero materno - fechando a abertura originada pela deformação e proteger a coluna vertebral de modo a que os sinais vitais nervosos pudessem ir agora para o cérebro.

Esta imagem é talvez o argumento mais forte que temos contra o aborto e sem dúvida mais uma comprovação do amor e misericórdia de Deus para com as nossas vidas, operando o milagre onde o impossível torna-se possível.


Samuel nasceu com perfeita saúde no dia 02/12/1999. A operação foi 100% bem sucedida.