Translate

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

PARA REFLEXÃO...


‎"Se alegarmos que a verdadeira causa de nossa mágoa é a natureza da pessoa que nos ofende, ainda assim não seria razoável ter raiva dela. Pois, se sua natureza fundamental é ser hostil a nós, ela seria incapaz de agir de outra maneira. Nesse caso, ter raiva dela não faria sentido. Se nos queimamos, não faz sentido ficar zangado com o fogão. É da natureza do fogo a capacidade de queimar. Para nos lembrarmos que o conceito de hostilidade inerente e de mal inerente é falso, cabe observar que, em outras circunstâncias, a mesma pessoa que nos está magoando poderia tornar-se um bom amigo."