Translate

sexta-feira, 21 de outubro de 2011


Tem sido tão interessante viver. E como deuses da morte dizem “humanos são tão...interessantes!”
Falamos isso mordendo a maçã e arrancando decepções aos pedaços. Mas é cedo pra ir, terá muito mais coisas pra ver, muitos presentes pra entregar. De todo preço se arranca um preço e de tudo que se arranca se espera um valor mais volúvel.
Não é o molde dentro das alternativas, mas possui armas de divindades que te olham pelos cantos dos olhos. E esse você será e estará sempre em um ponto ao meio. Jamais no infinito superior e muito menos no plano comum. Você tem as armas é fato. Mas não pode inferir se estará no céu ou inferno. Não poderá questionar se é Sacro ou sólido.
E toda essa maneira de digerir a si próprio, de consumir seu redor e certeza se esvai sem ter nascido em uma manhã de sol morno.
Foi um pedaço dos milhares de flashes que perturbam nossos dias. Um segundo mal visto em uma cena de relance. Algo que não se pode jamais esquecer. Simplesmente porque nunca foi visto!
mateusbagatini